segunda-feira, maio 05, 2008

Open XML obtém certificação ISO


Open XML
O Comitê Técnico Conjunto da Organização Internacional de Padronização (ISO) e da Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC) finalizaram o processo formal para a certificação internacional ao Padrão Ecma Office Open XML.

Informações públicas indicam que a proposta do Padrão Open XML recebeu grande apoio das nações. De acordo com os documentos disponíveis na internet, 86% de todos os países que participaram do processo na ISO/IEC votaram a favor do formato. Segundo as regras da entidade internacional de padronização, para se obter uma certificação internacional é necessário ter 75% dos votos. Adicionalmente, os participantes dos organismos internacionais, conhecidos como membros-P, também apoiaram o Padrão Open XML. Nesse caso houve uma votação superior com 75% dos votos, sendo que bastavam 66,7% para garantir a aprovação. Agora, o Open XML passa a fazer parte dos padrões de formato de documentos abertos reconhecidos pela ISO e IEC, como o HTML, PDF e ODF.

Aqueles que trabalham com o Open XML podem atestar os benefícios desse formato de arquivo aberto nas áreas de gerenciamento de dados e arquivo, recuperação de dados, interoperabilidade com sistemas de linhas de negócios e a preservação de documentos a longo prazo. O Open XML é otimizado para o nível de precisão e detalhe que facilita o transporte de bilhões de documentos existentes. Os formatos de arquivo Open XML são capazes, de uma maneira exclusiva, de integrar outros tipos de sistemas e dados com documentos Open XML, ao mesmo tempo em que mantêm uma separação limpa e clara da apresentação (marcação Open XML) e dos dados (esquemas do cliente e instâncias do mesmo). Isso significa que as organizações podem usar formatos Open XML para elaborar relatórios de informações provenientes de outras aplicações e sistemas sem ter que traduzi-las primeiro. Isto é uma inovação chave para desenvolvedores que procuram incorporar informações de negócios em tempo real nos seus documentos ou para aqueles que procuram marcar documentos por "tag" com seus próprios sistemas de categorização, para aprimorar a compreensão dos conteúdos.

Fonte: MSDN Brasil Flash

Nenhum comentário: